15 meses e meu banzo.

Posted by in casos, sono, Uncategorized

Amorzinho,

Há alguns dias a mamãe acorda com banzo. Sabe o que é banzo,pequena? Banzo é uma sensação de saudades, uma melancolia. Acho que sinto falta do que não vivi, ou do que vivi de forma morna. (Ser morna tem seus perigos, pipi amada)

Ontem você completou 15 meses de vida extra-uterina (Eu acredito que sua vida pregressa seja muito mais longa), papai te levou para a escola, e eu te peguei na saída, como sempre.

Da escolinha fomos te vacinar. Engraçado isso,né? Você completa meses, e ganha de presente umas agulhadas. Mas é a vida, bebê. Nem tudo são flores.

Você chorou muito, mas como eu já previa este resultado, te acalmei com um biscoito. (Mães xiitas me darão sermão sobre o açúcar, mas ó, nem ligo.) Você se acalmou, agarrou meu pescoço e fomos tranquilas ao parque.

O parque cheio de mendigos encontra novas cores quando estou com você, o seu olhar curioso torna tudo mais colorido. O cachorro feio se torna atraente, as esculturas, que passavam despercebidas, são para você uma atração, você tem essa capacidade de tornar extraordinário o ordinário.

De noite, você choramingou, teve febre e só se acalmou quando se deitou na minha cama, assim, bem esparramada, fazendo com que eu e seu pai dormíssemos, ou não, cada um em uma pontinha, sem nos mover,

Sabe que eu acho que você curou meu banzo, filha? Maternidade é isso, é não ter muito tempo para chorar as pitangas, é se desfazer de problemas imaginários, é valorizar o que realmente importa.

Obrigada, amorzinho!

Amor,

Mami.