Pelo direito à tristeza.

Posted by in casos, Desabafo

Com a profusão dos movimentos “Good Vibes”, “Blessed”, “Gratidão” e afins, ficar triste virou quase um crime inafiançável. Por qualquer lado que se olhe na internet tem alguém postando fotos em poses de yoga, com filtros lindos e visuais in-cri-veis! Com tanta “benção” não dá para se sentir triste,verdade?

Hoje em dia a tristeza é feia, a pessoa triste nada mais é que uma mal agradecida. Não dá para derramar uma lagriminha que lá vem a gangue da benção te dizer:

– LARGA DE BOBAGEM!VOCÊ É SAUDÁVEL!TEM GENTE MORRENDO NA ÁFRICA.

Essa semana o meu crush da adolescência fez a passagem dele. Sim, meu crush morreu, cataploft! Tá mortinho o sr. Bowie. Meu namorado imaginário se foi.

Quando eu soube da tragédia, eu dei uma choradinha, mas aquela choradinha discreta, pois tive medo da galera good vibes me mandar engolir as lágrimas.

Também chorei lendo uma newsletter. HAHAHA Olha o nível da loucura! Lia uma newsletter semanal, que aliás, adoro. E as lágrimas escorriam, salgando o meu café.

E a última crise de choro foi depois de um dia de birra da filhota. Todo um dia, com gritos histéricos de uma criança somado a latidos estridentes de um cachorro, conseguiram me fazer chorar. (Sim, eu sei que eu DEVERIA AGRADECER por ter uma filha e um cachorro, mas ME DÁ LICENÇA?)

Eu sei que deveria ver o lado bom da vida, mas ó…às vezes, uma boa crise de choro alivia a alma, expurga todos os demônios, deixa a gente mais leve,sabe?

Put on your red shoes and dance the blues….

:***